sexta-feira, 9 de maio de 2008

POSTAGEM PARA BEM LONGE




E ai monstro? O Franklin já chegou por ai? Ele “embarcou” as 10h05min dessa terça-feira, 06 de maio de 2008, pra essas bandas. É mais “um dos nossos” que parte de repente e precocemente, tal qual você.
Um ano se passou e a gente lembra uma definição de saudade de um caboclo de Patos, chamado João Costa, seu conterrâneo da Paraíba, que diz assim: “saudade é a sobra de uma coisa que nunca sobrou”. Pois é, Cartaxo, você nunca sobrou, e faz muita falta, saiba disso. Saiba também o que andou acontecendo por aqui nesse período da sua ausência, prematura e definitiva, através dessas “mal traçadas linhas”, ou melhor, mal digitadas linhas. Tá pensando o que? Estou “digitalizado”, “conectado”, “blogado”, “okurtado”, “linkado” e navegando de braçada pela internet. Veja você! Eu que não fazia um “O” com uma quenga no computador, agora já passo um “émeio” e recebo outro e, tenho até blog, com o título Eu quero é sossego e com uma chamada do Jorge Amado, que diz: “O paraíso desse ser assim: descansar numa rede, por toda a eternidade”. É verdade? Como eu desconfio que não vou lhe ver tão cedo, e tenho a certeza que não vou pro céu, eis as notícias do lado de cá.
Primeiro os informes políticos, já que estou ainda tratando com um dirigente partidário. A última notícia mais importante é que o Brasil foi avaliado como INVESTIMENT GRADE, pela empresa de avaliação de risco Standard & Poor´s. Como você não tem exercitado seu inglês, vou traduzir o que é isso. Trata-se do grau de investimento que atesta que o país não é mais uma “republiqueta de bananas”, que somos um país sério e respeitado lá fora. Aquela frase do De Gaulle, que dizia que “o Brasil não é uma país sério”, caducou. O Plano de Aceleração do Crescimento PAC, enfim, decolou e, aqui no Acre, estamos bem aquinhoados. Lula só subindo nas pesquisas de avaliação pessoal e de governo. Tá “subindo mais do que flatulência de aviador”!
Por aqui na aldeia, o PT saiu da Silvestre Coelho e foi para um prédio maior, perto da quadra do José Augusto e, seus novos dirigentes são Léo de Brito, no diretório regional e Rose Scalabrin, no municipal.
A prefeitura tá botando “mais curto do que coice de preá” nos bairros. Recentemente, ganhou um prêmio de gestão pública do SEBRAE Nacional e, até o final do mês, vai inaugurar o Restaurante Popular, na Baixada, com o almoço a 1 real.
O Mazinho saiu do PT. Petecão saiu da Frente Popular, mas não entregou os cargos e, será candidato a Prefeito de Rio Branco (aquela grande cabeça não resiste a um simples eletroencefalograma). Mosés Diniz lhe substituiu na liderança do governo e, do seu suplente, ninguém dá notícia.
O nosso governo continua pagando em dia. O Binho já entregou a indústria de camisinha de Xapuri e concluiu a duplicação da Avenida Ceará. Tá uma beleza! Ele vai tocando o governo com simplicidade e seriedade. O Pacto Agrário, do qual você participou ativamente da sua formulação, está sendo cumprido à risca.
Agora não vá se encher de vaidade, com as notícias que vou lhe dá. Homenagearam-lhe na Assembléia, dando seu nome ao Plenário da Casa do Povo e, têm até uma lei batizada de lei Cartaxo, que beneficia seus colegas de profissão, os agrônomos. Produziram um encarte de boa qualidade gráfica com os seus pronunciamentos, durante seu curto período na Assembléia e, a Prefeitura vai batizar a CEASA com o seu nome. E por ai vai...
Como diz a sabedoria popular: “quer ser bom e, importante – morra! Você está tão importante que está postado no meu blog, com aquela foto da gente rindo juntos, que tiramos no seu aniversário, lembra-se? Acrescentamos à foto, a frase do Mário Lago: “fazer o céu, com pouco a gente faz, basta uma estrela, uma estrela, e nada mais”. Sua foto está emoldurada e pregada no meu escritório, mantendo viva a lembrança agradável do nosso convívio.
Agora, as notícias dos nossos chegados. Sua mulher Cleísa já engordou umas 300 gramas, porém continua mais fina do que “assobio de saguin”. Ela de carne, só tem a língua, mas pense numa mulher forte e doce! Uma semana sim e outra também ela vai ao salão da Eró fazer um penteado “voando para o Rio” e, não é fiado, não! A Fátima Rosimeire está sob os cabrestos do Nilton Cosson, trabalhado na SEAPROF. Não pode ouvir “a todo mundo eu dou psiu...” que cai no choro. O Nilton só vive com uma dor nos quartos e na espinha do meio, mas vai agüentando o tranco. Ele continua a receber a visita do seu “afilhado” Romualdo das Codornas. (ô herança!). A Bete continua o raio da silibrina pra trabalhar. Não sei quem me disse, que não sei quando, não sei onde, ela fez até uma plástica. Parece que prestou! O herdeiro da Andréia, o Cauã já está paquerando a Ana Rita da Iara. E, afinal, a Paty engravidou (Coitada daquela magrela!). Sim, o Gabriel, da Andréia, vai ser candidato a vereador, concretizando uma conversa contigo sobre essa possibilidade. O subcomandante Sibá, quebrou o cotovelo numa pelada de futebol. Já começou a recomendar o kit campanha (gelol, vic vaporub, querosene e um isqueiro bic) para turbinar a militância na Campanha do Angelim (a forma de usar o kit é um segredo de Estado).
Comunico-lhe, por fim, que já sou sexagenário, mas com tudo funcionando! Já furo fila de banco, vou tirar carteira de passe livre para entrar nos ônibus de graça e usufruir de todas as regalias da terceira idade. Ia esquecendo, agora sou “imortal” da Academia Brasileira de Extensão Rural, representando o nosso querido Estado do Acre. A nossa extensão tem agora 33 imortais e 1 morto rotativo.
A exemplo de Mário Lago, quero estabelecer “um acordo de co-existência pacífica com o tempo: nem ele me persegue, nem eu fujo dele, um dia a gente se encontra.” Espero que não seja tão cedo!
Eró, João e Lena, Mariuscha e Dedé, Leudo, Iara, Patrícia, Beth, Andréia e Meire (as tuas meninas), e seu sogrinho Marcelino, (de namorada nova) e mais uma penca de gente mandam lembranças.

Com saudades,

Marcão

Ps. Quase que essa postagem ia em mãos, pelo Franklin, mais cheguei atrasado. Dá um braço nele, no Frazão e no Charleton Heston.

3 comentários:

Andréia disse...

Amigo Marcão,

Li o artigo, achei maravilhoso, de uma sensibilidade impressionante. Acho que se o Cartaxo conseguisse ler, daria muitas risadas... Ah, seu blog tá muito bom, apenas faço uma observação, em relação a fonte que você está escrevendo, acho meio confusa, deveria escolher uma mais fácil de ler e que fique mais atrativa.

Um grande abraço!

Andréia Oliveira

Alinne disse...

Gota Serena,

Prometi não chorar, mas não aguentei, não tem jeito, sou mesmo uma manteiga derretida. Lembrei de qdo trabalhavamos juntos na Seater, eu,Bete, Vc e o Cartaxo, lembra qdo saíamos p tomar um chop na Água na Boca, ríamos de suas piadas, jogavamos conversa fora, era isso que o Cartaxo gostava, de ta com os amigos e beber uma cachacinha. Cartaxo sempre será lembrado com saudade, só quem o conhecia sabia de como ele era especial, sensível e sonhador.
Cartaxo p mim era um amigo, irmão, engraçado q aquele jeito estourado que ele tinha e que sou um pouco assim também, mas nunca consegui ficar um dia se quer chatiada com ele.
Amigos p mim tem um significado muito especial, eu me apego e alimento um sentimento de amor e carinho, de querer ta junto, de conversar, de sair p tomar um chop, sinto necessidade disso, portanto Gota Serena quero ser sua amiga sempre e do Monstro lá de cima também. Ia me esquecendo das minhas meninas do Cartaxo,minha irmã Bete, Andréia, Paty, Iara.
Gostei muito da carta, vc é mesmo um grande poeta, como já te disse várias vezes, vc escreve com sentimento e é por isso que fica belo.

Um forte abraço!

Meire (Fátima Rosimeire)

Regis disse...

Quanta emoção. Não consegui conter uma lágrima que insistiu em rolar. Pena que vc não mandou lembranças minhas ao nosso querido amigo. Não esqueça de mandá-las na próxima correspondência celestial.
Senti saudades de todos os citado e da grande família "seateriana". Parabéns pelo blog. Isso mostra que você finalmente entrou na era digital. Serei seu leitor permanente.
Abraços amigo.