domingo, 31 de março de 2013

DOMINGO DE PÁSCOA


Recbí do meu amigo, confrade e conterrâneo, Mário Amorim. Compartilho.
 
PÁSCOA
 
 Tempo de meditar, de buscar, de agradecer, de plantar a paz.
  Tempo de oração!!!
  Tempo de abrir os braços, de abrir as mãos e de ser mais irmão.
  Tempo de recomeçar!
  Tempo de concessão, de compromisso, de salvação.
 Tempo de perdão.
  Tempo de libertar, de libertação, de passagem, de passar… Para onde?
  Para a luz, para o amor, para a vida que é eterna!
  Tempo de Ressurreição!!!…

JANTAR EM FAMÍLIA



 Eu, Eró e Arthur

 Max, Luciana com Arthur e Barbosa

 Arthur entre as avós Eró e Rocilda

 Thalita, Luciana com Arthur e Rocilda

 Rogério puxando os parabéns no cavaquinho sendo observado por Abelardo

 Graça e Eró


Lia e Bruno, Eró e Rosa

No jantar do meu aniversário, recebí a visita de meus amigos de Porto Velho, Barbosa e Graça. Foi uma grata surpresa. Reunimos só a família para comemorar o jantar assinado pela Eró. Bacalhau, Bobó de camarão, uma salada especial e ainda teve um Nhoque que a Ana fez. Tudo delicioso. Obrigado minha filha, pelo carinho que você tem me dispensado todos os dias o dia todo. Oh sorte !!

sexta-feira, 29 de março de 2013

INSISTINDO NA JUVENTUDE!!








 Mais uma volta em torno do sol. Hoje completo 65 anos (mas com tudo funcionando)
 O espírito é dessa música do Aldir Banc e Cristovão Bastos - 50 Anos. No meu caso acrescentado de mais 15 anos. Continuo insistindo na juventude. Apesar do tempo insistir em nos "difamar", vamos resistindo. 

 50 Anos
 Aldir Blanc / Cristovão Bastos

 Eu vim aqui prestar contas
 De poucos acertos
 De erros sem fim
 Eu tropecei tanto as tontas
 Que acabei chegando no fundo de mim
 O filme da vida não quer despedida
 E me indica: ache a saída
 E pede socorro onde a lua
 Que encanta o alto do morro
 Que gane que nem cachorro
 Correndo atrás do momento que foi vivido
 Venha de onde vier
 Ninguém lembra porque quer
 Eu beijo na boca de hoje
 As lágrimas de outra mulher
 Cinquenta anos são bodas de sangue
 Casei com a inconstância e o praze
 Perdôo a todos, não peço desculpas
 Foi isso que eu quis viver
 Acolho o futuro de braços abertos
 Citando Cartola: - Eu fiz o que pude
 Aos cinquenta anos
 Insisto na juventude.

terça-feira, 26 de março de 2013

BOLSA FAMÍLIA - AS MULHERES DE POMBAL

quarta-feira, 20 de março de 2013

O VOTO CENSITÁRIO OU O GOLPE



O Voto Censitário ou o Golpe!!

Marcos Inácio Fernandes*

As eleições ainda está distante, mas, a campanha já está em curso. O tabuleiro eleitoral ganha seus contornos quase definitivos. O PT e o governo sai com Dilma para a reeleição, numa situação bastante confortável. A candidata tem excelente avaliação na recente pesquisa de opinião onde sua avaliação pessoal atinge 79% e o seu governo, 63%. O pibinho de 2012, comemorado pela oposição e a grande imprensa, dá sinais de recuperação e as projeções apontam para um crescimento de 3,5 a 4,0% em 2013. Salvo um  furacão na crise internacional, que atinja o nosso país, a situação da Dilma é muito confortável.
Por sua vez, a oposição, inclusive a imprensa golpista, joga toda as suas fichas na implosão da base aliada para vê se dá, pelo menos, 2º turno. Parece que está conseguindo, em parte, com a movimentação do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, que já foi ao beija-mão do empresariado paulista e vem assumindo um discurso crítico em relação ao governo. “Podemos fazer mais” diz.
Acontece que a candidatura do Eduardo Campos, faz um estrago danado no “ninho da pata”, ou melhor, dos tucanos. Desconfio que a sua candidatura não atravessa a ponte de Petrolina, bem como, a candidatura de Aécio não passa de Juiz de Fora. São Paulo, como é da sua tradição, não aceita ir a reboque de um mineiro seguindo a risca seu lema: “São Paulo Conduz”. No PSDB, Serra está agastado e, tudo indica, que o “fracasso lhe subiu à cabeça”. Quer a presidência do PSDB, ou nada. Talvez caia nos braços do PPS, que tenta uma fusão com o PMN. Talvez vá para o PSD de Kassab e saia candidato à alguma coisa. O certo, entretanto, é que não apoiará Aécio.
O próprio Aécio, com tantas dificuldades a suplantar, talvez opte por voltar a ser governador de Minas ou completar o seu mandato de Senador. Como disse Vitorino Freire, “o Senado é melhor do que o céu. Você não precisa nem morrer para ir prá lá.”
A continuar essa conjuntura, extremamente favorável ao PT e ao governo, a oposição (o PIG – Partido da Imprensa Golpista, PSDB, DEM, PPS, vai amargar sua quarta derrota consecutiva. Suas alternativas são: um golpe ou o retorno do voto censitário, onde só votava quem tinha renda.

*Marcos Inácio Fernandes, é professor aposentado e militante do PT.

domingo, 17 de março de 2013

GÊNIOS DA MÚSICA BRASILEIRA

Dominguinhos e Yamandu Costa, executando Escadaria.

sexta-feira, 15 de março de 2013

ANIVERSÁRIOS NO BALDE!!



 Ailton,Marcos, Pe. Manoel, Eró e Penha (No meu aniversário em 2010)

Hoje, dia 15 de março, dão uma volta em torno do sol, minhas cunhadas Penha de Ailton e Neci de Araken, minha sobrinha, Ana Carla, filha do Carlos e Chica do Piauí e minha comadre Socorro do Alex. É aniversário no balde. Desejo a todos meus parabéns e os votos de felicidades

XÔ, MISÉRIA !!


quinta-feira, 14 de março de 2013

JORGE VIANA DEFENDE O PT E A PETROBRAS

O POETA SABIA DAS COISAS!!


"Oh! Bendito o que semeia
 Livros ... livros à mão cheia ...
 E manda o povo pensar! 
 O livro caindo n'alma
 É germe – que faz a palma,
 É chuva – que faz o mar."

( Castro Alves - O Livro e a América)

NO DIA DOS POETAS, O NOSSO POETINHA VINICIUS DE MORAES


  Interpretação de Toquinho

Um homem chamado Alfredo

Vinicius de Moraes

O meu vizinho do lado
Se matou de solidão
Ligou o gás, o coitado
Último gás do bujão
Porque ninguém o queria
Ninguém lhe dava atenção
Porque ninguém mais lhe abria
As portas do coração
Levou com ele seu louro
E um gato de estimação


Há tanta gente sozinha
Que a gente mal adivinha
Gente sem vez para amar
Gente sem mão para dar
Gente que basta um olhar
Quase nada
Gente com os olhos no chão
Sempre pedindo perdão
Gente que a gente não vê
Porque é quase nada


Eu sempre o cumprimentava
Porque parecia bom
Um homem por trás dos óculos
Como diria Drummond
Num velho papel de embrulho
Deixou um bilhete seu
Dizendo que se matava
De cansado de viver
Embaixo assinado Alfredo
Mas ninguém sabe de quê.

NA ARGENTINA É ASSIM.




Último presidente da ditadura militar argentina é condenado à prisão perpétua

 Da Agência Lusa

 A justiça argentina condenou hoje (12) à prisão perpétua Reynaldo Bignone, o último presidente da ditadura militar (1976-1983), por crimes contra a humanidade cometidos no centro clandestino Campo de Mayo. No processo, foram ainda condenados à prisão perpétua os ex-militares Omar Riveros, Luis Sadi, Eduardo Oscar Corrado e Carlos Tomás Macedra. De acordo com fontes judiciais citadas pela agência de notícias EFE, o tribunal pronunciou-se sobre as violações de direitos humanos que ocorreram sob a jurisdição da guarnição militar de Campo de Mayo, entre 1976 e 1983. Em Campo de Mayo funcionou um dos maiores centros clandestinos de detenção do regime e ainda uma maternidade ilegal por onde passaram várias mulheres sequestradas, e atualmente desaparecidas.

DIA DA POESIA

Alta noite, lua quieta,
Muros frios,
Praia rasa. 
Andar...
Andar... que um poeta
Não necessita de casa.
Acaba-se a última porta.
O resto é o chão do abandono.
Um poeta, na noite morta, 
Não necessita de sono.
Andar... perder o seu passo
Na noite, também perdida. 
Um poeta, à mercê do espaço,
Nem necessita de vida.
Andar... enquanto consente
Deus que seja à noite andada.
Porque o poeta, indiferente,
Anda por andar... somente. 

Não necessita de nada.

 (Canção de Alta Noite - Cecília Meireles)



A REDE

 
Pinçei do Face de Arilza. Compartilho.

 REDES - NO DOCE EMBALO DA VIDA 
 "O leito obriga-nos a tomar seu costume, ajeitando-se nele, procurando o repouso numa sucessão de posições. A rede toma o nosso feito, contamina-se com os nossos hábitos, repete, dócil e macia a forma do nosso corpo. A cama é hirta, parada, definitiva. A rede é acolhedora, compreensiva, coleante, acompanha, tépida e brandamente, todos os caprichos da nossa fadiga e as novidades imprevistas do nosso sossego. Desloca-se, incessantemente renovada, à solicitação física do cansaço. Entre ela e a cama, há a distância da solidariedade à resignação". Câmara Cascudo no seu ensaio "Rede de Dormir"

É por isso, que eu gosto tanto de uma rede (MIF)

quarta-feira, 13 de março de 2013

O QUE MUDOU NESSES 10 ANOS


 Mudou muita coisa. Vejam os depoimentos.

O PATRIOTA, GREGÓRIO BEZERRA

113 anos de nascimento de Gregório Bezerra

 Alguns escritores e poetas definiram a questão da morte relacionada com as pessoas que lideram e lutam por causas justas e coletivas de uma forma muito especial. O poeta e escritor Guimarães Rosa disse que pessoas assim, de fibra, “não morrem, elas se encantam”; para os índios, segundo Antônio Callado disse no Quarup, as pessoas que têm essas características “nunca morrem, pois o seu pensamento entra em outras cabeças”.
 Gregório Bezerra nasceu no início do século XX, em 13 de março de 1900, no Município de Panelas. Sofreu todas as dificuldades para sobreviver na infância, começando a trabalhar com 4 anos de idade, ficou órfão aos 6 anos, trabalhou como doméstico aos 10 anos em Recife, carregou frete, foi vendedor de jornais, mesmo sendo analfabeto até os 25 anos. Foi preso quando era ajudante de pedreiro porque apoiava a luta dos trabalhadores da construção civil, quando tinha apenas 16 anos, e cumpriu quase cinco anos de prisão, na Casa de Detenção do Recife.
 Não desistiu diante de tudo que enfrentou e que sofreu. Foi para o exército, viajou para o Rio de Janeiro, aprendeu a ler e a escrever, fez curso de sargento, foi um dos mais destacados do País, andou pelo Brasil e depois veio servir em Pernambuco, como sargento instrutor de educação física e de tiro ao alvo. Nos anos 30 começou a ter contato com o Partido Comunista (PCB) através de trabalhadores que viajavam com ele de trem, pela literatura dos jornais e livros que destacavam a luta pelo socialismo no Brasil e no mundo
. Em 1935 participou do levante armado contra o fascismo que assolava o mundo e se espalhava pelo Brasil, participando da Aliança Nacional Libertadora (ANL), movimento liderado por Luiz Carlos Prestes, denominado de o Cavaleiro da Esperança. Ficou preso dez anos e só saiu com a Anistia em 1945. Foi eleito deputado federal constituinte, sendo o 2º mais votado de Pernambuco, se integrando a uma das mais expressivas e combativas bancadas da história do parlamento brasileiro, que foi a bancada comunista liderada pelo senador Luiz Carlos Prestes.
 Teve cassado seu mandato com nova prisão em 1947. Foi solto, seguiu para a clandestinidade pelos diversos estados da federação, participando de lutas camponesas pela reforma agrária e nos comitês pela paz mundial. Em 1957, nova prisão, solto, voltou para Pernambuco e participou das campanhas de Cid Sampaio para Governador, de Miguel Arraes para Prefeito e para Governador e de Pelópidas Silveira para Prefeito.
 Desenvolveu um grandioso trabalho de articulação e organização dos camponeses na fundação dos sindicatos de trabalhadores rurais da zona canavieira de Pernambuco e do Partido Comunista Brasileiro, o PCB.
 Em 1964 Gregório foi arrastado com três cordas no pescoço, depois de ter sido submetido a todo tipo de violência e tortura, pelas ruas do Recife, numa das cenas mais hediondas do século XX. Mas não se deu por vencido e continuou lutando pelo soerguimento do PCB, mesmo dentro da prisão, novamente na Casa de Detenção do Recife, hoje transformada na Casa da Cultura.
 Foi um dos presos políticos trocados pelo embaixador americano em 1969. Seguiu para o exílio na União Soviética e voltou em 1979, através de nova anistia. Voltou com 79 anos, mas continuou sua luta, já trazendo na bagagem seu livro de memórias, publicado, à época, em dois volumes, e seguindo sua vida política, agora como membro do Comitê Central do PCB. 
 Acompanhou Prestes em sua Carta aos Comunistas, participando ativamente da luta pela “Reconstrução Revolucionária do Partido”, apoiando a convocação para “Tomar o Partido em suas mãos”, através das bases, andando pelo País, e especialmente pelo Nordeste, na organização dos “Comitês de Defesa do Partido”. 
 Gregório Bezerra foi sintetizado pelo poeta Ferreira Gullar, como um homem “Feito de Ferro e de Flor”, porque mesmo diante de todos os problemas, da fome, do analfabetismo na juventude, das diversas prisões, da moradia nas ruas, da clandestinidade, em nenhum momento ele se lamentava, muito pelo contrário, estava sempre de bom humor, disposto a participar dos eventos, da reconstrução revolucionária do Partido, da conquista de novos quadros, corroborando com a força da luta por um ideal revolucionário e socialista, pelo fortalecimento das lutas do povo, pela defesa dos direitos das crianças e dos adolescentes como prioridade absoluta, tendo a coragem de enfrentar sempre os desafios impostos pelo sistema capitalista, com ética, honestidade, firmeza, e, tudo isso, com muita ternura e carinho com todas as pessoas que estavam presentes em seus caminhos.
 Por tudo isso, Gregório “não morreu, se encantou”, como dizia o poeta Guimarães Rosa, se encantou nas lutas dos trabalhadores rurais, dos movimentos sociais de luta pela terra, nas crianças abandonadas pelas ruas, nas pessoas que são exploradas e esmagadas em seus direitos. Como também, Gregório não morreu, como diziam os índios no Quarup de Antonio Callado, porque figuras da dimensão heroica dele, continuam povoando “as cabeças das pessoas com seus pensamentos” de esperança e luta de construir um outro mundo, um outro modo de vida onde as riquezas, a ciência e tudo que se produza possa ser compartilhado com todos. Gregório Bezerra, Presente!

(Pinçado do blog do Luiz Nassif )

TEMOS PAPA. !!



Saiu a fumaça branca. Foi o Bispo da Argentina, "quem pegou o Barrete" da Igreja de Roma e escolhido o novo Papa

 É argentino e vai se chamar Francisco I. (Papa Chico, aqui prá gente). É o 1º Papa latino americano, em mais de 1.300 anos.

Quem é o novo Papa.
Francisco I, o 266º papa da Igreja Católica, foi eleito depois de cinco votações "Habemus Papam". E o Sumo Pontífice é argentino. A notícia, há poucos dias impensada pelos fiéis latino-americanos, veio às 16h18 horas desta quarta-feira, pouco mais de uma hora após a fumaça branca subir no Vaticano. Seguindo a tradição de dizer o primeiro nome do novo papa em latim e o sobrenome no idioma de origem, o cardeal-diácono Jean-Louis Tauran anunciou aos milhares de católicos presentes no Vaticano, da varanda central da Basílica de São Pedro, Dom Jorge Mario Bergoglio, agora Francisco I, como novo sucessor de Pedro no comando da Igreja Católica. Esta é a primeira vez em dois milênios que é escolhido um Santo Padre nascido na América. Há mais de 1300 anos, o eleito pelo conclave sequer era de fora da Europa. Francisco I, o 266º papa da Igreja Católica, foi eleito depois de cinco votações. O jesuíta de 76 anos não era um dos nomes mais cotados, mesmo assim a decisão foi rápida, foram apenas cinco reuniões do conclave para que o novo líder da igreja fosse escolhido. O que mostra que uma rápida unidade foi construída em volta do novo papa. Da sacada da Basílica de São Pedro, Francisco I lembrou que agora começa uma nova caminhada e pediu que os fiéis presentes orassem em silêncio para que Deus o abençoasse. Com uma mensagem onde fez referências a trajetória de caridade e fraternidade da Igreja, ele aceitou a indumentária entregue pelo Cardeal Jean-Louis Tauran. "Agora começamos este caminho juntos, um caminho da caridade das igrejas, de fraternidade, amor e confiança entre nós", declarou o novo papa. Antes da oração, o papa Francisco I agradeceu pela acolhida dos fiéis reunidos na Praça de São Pedro e comentou que os cardeais "foram até o fim do mundo" para encontrar um novo pontífice. "Agora eu darei minha benção a vocês e a todos os homens e mulheres de boa vontade. Vamos rezar para o mundo todo para que haja uma grande fraternidade. Desejo que esse caminho que hoje iniciamos seja profícuo na evangelização. Irmãos e irmãs, muito obrigado por essa acolhida. Rezem por mim. Até breve, nos veremos em breve. Amanhã quero rezar para Nossa Senhora para que ela proteja Roma. Boa noite", disse o novo Papa antes de deixar a sacada da basílica. Os desafios do novo pontificado apresentam caminhos árduos, já que muitos analistas indicam que a renuncia de Bento XVI foi motivada pela falta de saúde de Joseph Ratzinger para resolver os problemas enfrentados pela Santa Sé. Papa Francisco I beija João Paulo II, em 2001 Trajetória Jorge Mario Bergoglio nasceu em 17 de dezembro de 1936, em Buenos Aires. Foi ordenado para os jesuítas em 13 de dezembro de 1969 durante os estudos teológicos na Faculdade de Teologia de San Miguel, onde foi reitor de 1980 a 1986. Depois de completar sua tese de doutorado na Alemanha, serviu como confessor e diretor espiritual em Córdoba. Foi nomeado bispo titular de Auca e Auxiliar de Buenos Aires em 20 de maio de 1992 e recebeu a consagração episcopal em 27 de junho do mesmo ano. Em 3 de junho de 1997, foi nomeado Arcebispo Coadjutor de Buenos Aires e Cardeal Antonio Quarracino em 28 de fevereiro de 1998. Bergoglio atuou como presidente da Conferência Episcopal da Argentina de 8 de novembro de 2005 até 8 de novembro de 2011. Em fevereiro de 2001, foi proclamado cardeal pelo beato João Paulo II.

terça-feira, 12 de março de 2013

VOLTEI, RECIFE.


segunda-feira, 11 de março de 2013

A PEDIDOS



Mais um "vice" não vai nos abater. A paixão pela Cruz de Malta, continua maior e mais viva.


VAAAASSCCCO DA GAAAAMMMMAAA!!!

domingo, 10 de março de 2013

SONHO !!

Recebi do meu amigo, confrade e conterrâneo, Mário Amorim. Compartilho.

 O SONHO

 Sonhe com aquilo que você quer ser, porque você possui apenas uma vida e nela só se tem uma chance de fazer aquilo que quer. 

 Tenha felicidade bastante para fazê-la doce. Dificuldades para fazê-la forte. Tristeza para fazê-la humana. E esperança suficiente para fazê-la feliz.

 As pessoas mais felizes não tem as melhores coisas. Elas sabem fazer o melhor das oportunidades que aparecem em seus caminhos.

 A felicidade aparece para aqueles que choram. Para aqueles que se machucam Para aqueles que buscam e tentam sempre. E para aqueles que reconhecem a importância das pessoas que passaram por suas vidas.

 Clarice Lispector

sábado, 9 de março de 2013

DILMA TIRA OS IMPOSTOS DA CESTA BÁSICA

Agora a oposição vai à loucura!!



A presidenta Dilma Rousseff anunciou nesta sexta-feira (8) a desoneração da cesta básica. Em pronunciamento em cadeia nacional de rádio e TV por ocasião do Dia Internacional da Mulher, Dilma afirmou que todos os produtos da cesta básica estarão livres do pagamento de impostos federais. A presidenta disse esperar que a medida estimule a agricultura, a indústria e o comércio e gere mais empregos.

 “Com essa decisão, você, com a mesma renda que tem hoje, vai poder aumentar o consumo de alimentos e de produtos de limpeza, e ainda ter uma sobra de dinheiro para poupar ou aumentar o consumo de outros bens. Desde o mês passado você está pagando uma conta de luz mais barata. Agora, com mais essa redução de despesas, você vai poder equilibrar um pouquinho melhor o seu orçamento doméstico”.

 A presidenta afirmou que o governo definiu um novo formato da cesta básica, que prioriza alimentos de mais qualidade nutritiva. Fazem parte dessa cesta carnes bovinas, suína, aves e peixes, arroz, feijão, ovo, leite integral, café, açúcar, farinhas, pão, óleo, manteiga, frutas, legumes, sabonete, papel higiênico e pasta de dentes. Dilma disse esperar que a desoneração contribua para a redução dos preços dos produtos da cesta básica. “Conto com os empresários para que isso signifique uma redução de pelo menos 9,25% no preço das carnes, do café, da manteiga, do óleo de cozinha, e de 12,5% na pasta de dentes, nos sabonetes, só para citar alguns exemplos (…)

 Aproveito, agora, para mandar um recado muito particular para os nossos produtores e comerciantes, do campo e da cidade. Vocês vão logo perceber que essa medida trará uma forte redução nos seus custos, e isso vai dar margem para a expansão dos seus negócios”.

 Dia Internacional da Mulher
 A presidenta anunciou também que o governo federal vai instalar, em cada estado, um centro de atendimento integral à mulher, que contará, entre outros serviços especializados, com um setor de prevenção e atenção contra a violência doméstica, e outro de apoio à mulher, com ferramentas de estímulo ao pequeno negócio, como o microcrédito e a capacitação profissional.

 Dilma pediu o compromisso e participação de todos para intensificar o combate contra o tráfico sexual e a violência doméstica. “Faço um especial apelo e um alerta àqueles homens que, a despeito de tudo, ainda insistem em agredir suas mulheres. Se é por falta de amor e compaixão que vocês agem assim, peço que pensem no amor, no sacrifício e na dedicação que receberam de suas queridas mães. Mas se vocês agem assim por falta de respeito ou por falta de temor, não esqueçam jamais que a maior autoridade deste país é uma mulher, uma mulher que não tem medo de enfrentar os injustos nem a injustiça, estejam onde estiverem”.

 Outro assunto abordado por Dilma no pronunciamento foi a criação de uma nova política federal de defesa dos consumidores. Segundo ela, no próximo dia 15 de março, Dia Internacional do Consumidor, serão anunciadas um elenco de medidas que transformarão a defesa do consumidor em uma política de Estado no Brasil. De acordo com a presidenta, essa nova política vai colocar o Brasil no mesmo padrão dos países mais avançados do mundo na defesa desses direitos essenciais do cidadão.

sexta-feira, 8 de março de 2013

NASCE O MITO!!



A MULHER E AS MARXISTAS

Saiu no Vermelho. Reproduzo.

1911 - Dia das mulheres do mundo 1ª celebração do Dia da Mulher, proposta da marxista alemã Clara Zetkin na Conferência Internacional da Mulher Socialista (Dinamarca, 1910). Calcula-se 1 milhão de participantes. Anos depois, a data se fixa: 8 de março. Cartaz alemão para o 8 de Março de 1914.

MEMÓRIAS DO PARTIDÃO.

Cobertura da Imprensa da nossa fundação no Acre. 
 
 
Sobre a postagem anterior recebí esse comentário do Pedro.
 
Pedro Vicente Costa Sobrinho disse... Meu querido Marquito, no ano da candidatura a Prefeito nós queríamos mudar. No Acre o PCB fechava com a esquerda e nossa aliança era com o PT, se me lembro, se fosse realizada seria a primeira frente de esquerda no Acre: PT, PCB e PDT. O PT nod deu gelo, e para não nos aliar com o PMDB saímos em faixa própria sem as mínimas condições, sobretudo falta de recursos mínimos. Comprometi na campanha um terreno que pertencia a Mariana e que foi vendido a Valter do Casarão.Até hoje estou em débito com ela. Mas, pra vereador apoiamos Marina, inclusive com declarações que fiz na televisão, rádio e públicas. O PCdoB tinha o vice na chapa de Aragão: Airton Rocha. A fotografia sem legenda não explica nada.
 
 Nossas atividades culturais

 
Pesquisa eleitoral do nosso companheirp Mastrângelo
 
 
Minhas considerações: É Pedro, eu não quis explicar nada, apenas rememorar. Mas você tem razão. Nós podíamos resgatar, de forma mais sistematizada, a história da esquerda no Acre. Afinal estamos aposentados. Eu disponho de muitos materiais da nossa época. Vai aqui uns exemplos, também sem maiores considerações. Pense num projeto a respeito. Marquito.
 
 
 
 
 
PS. Tenho o "santinho" da Marina com a chancela do Partidão. Vou procurar. Falar em Marina, o que você acha da sua "Rede"?

REVIRANDO O BAÚ


Nós nos braços do PMDB, apoiando Flaviano Melo, para o governo do Acre, e Aluizio Bezerra, para o Senado Federal. Se arrependimento matasse... Quem advinhar meus votos, leva um  prêmio.



HOMENAGEM À MULHER



 A homenagemàs mulheres através da música. Duas pérolas do nosso cancioneiro popular.


Super-Homem, a Canção
 Gilberto Gil 

Um dia vivi a ilusão de que ser homem bastaria
 Que o mundo masculino tudo me daria
Do que eu quisesse ter
 Que nada, minha porção mulher que até então se resguardara
 É a porção melhor que trago em mim agora
 É o que me faz viver 
Quem dera pudesse todo homem compreender, ó mãe, quem dera 
 Ser o verão no apogeu da primavera
 E só por ela ser
 Quem sabe o super-homem venha nos restituir a glória
 Mudando como um Deus o curso da história
 Por causa da mulher 
Quem sabe o super-homem venha nos restituir a glória
 Mudando como um deus o curso da história
 Por causa da mulher.

Mulher
 Custódio Mesquita

 Não sei
 Que intensa magia
 Teu corpo irradia
 Que me deixa louco assim Mulher
 Não sei
 Teus olhos castanhos
 Profundos, estranhos
 Que mistério ocultarão Mulher
 Não sei dizer
 Mulher
 Só sei que sem alma
 Roubaste-me a calma
 E a teus pés eu fico a implorar
 O teu amor tem um gosto amargo
 E eu fico sempre a chorar nesta dor
 Por teu amor
 Por teu amor
 Mulher

quinta-feira, 7 de março de 2013

ERÓ - SEIS PONTO SETE

 
 Eró em toda sua exuberância

 Curtindo a praia de Camurupim e em baixo curtindo o neto Arthur
 
Minha companheira Eró está aniversariando no dia de hoje. São 67 anos na corcunda. Não tem quem diga, mas é verdade. O tempo já está começando a difamar a nós, que já somos sexagenários, mas nada que nos impeça de usufruir as coisas boas do resto de nossas vidas em comum. Agora é o neto, Arthur, o grande xodó da avó e do vô. Esse é o melhor presente. Parabéns, minha filha, felicidades e vamos para o nosso centenário.

terça-feira, 5 de março de 2013

ADIOS HUGO !!

 
(27/07/1954 - 05/03/2013)

Hoje, faleceu o presidente Venezuelano, Hugo Chávez. Um resistente ao imperialismo americano. Não resistiu ao câncer, numa luta de mais de um ano. Descanse em paz, comandante.

É POR ISSO QUE HÁ O BRASIL SEM MISÉRIA



Os bilionários brasileiros Segundo a Forbes, temos 46 representantes com mais de US$ 1 bilhão no bolso inShare Enviar por e-mail | Imprimir Bilionários brasileiros (Foto: Montagem/Época NEGÓCIOS)Bilionários brasileiros (Foto: Montagem/Época NEGÓCIOS) Jorge Paulo Lemman, Eike Batista e Joseph Safra não estão sozinhos. Há no Brasil um total de 46 bilionários, segundo a lista da Forbes divulgada nesta segunda-feira (04/03). Eles representam empresas de diferentes setores como banco, petróleo, turismo, papel e saúde. Considerando a idade, o mais novo da lista é a Eduardo Saverin, o brasileiro que fundou o Facebook junto com Mark Zuckerberg. Ele é o 670º colocado no ranking da Forbes. No outro extremo está Aloysio de Andrade Faria, do Banco Alfa, hoje com 92 anos. Uma observação mais atenta pode estranhar a presença do nome Liu Ming Chung. Mas é de um brasileiro formado em odontologia em São Paulo, que tornou-se o maior fabricante de papel para embalagens da China. Ele já foi tema de uma reportagem de Época NEGÓCIOS.
 
 Veja quem são os nossos endinheirados na tabela abaixo. Ranking Nome Fortuna (em US$) Setor Empresa 

33 Jorge Paulo Lemman 17,8 bilhões Cerveja Ab/Inbev 
46 Joseph Safra 15,9 bilhões Banco Banco Safra
 74 Antonio Ermírio de Moraes 12,7 bilhões Diversificado Votorantim
 87 Dirce Navarro de Camargo e família 11,5 bilhões Construção Camargo Corrêa 
100 Eike Batista 10,6 bilhões Petróleo e Mineração OGX
 119 Marcel Hermann Telles 9,1 bilhões Cerveja AB/Inbev
 123 João Roberto Marinho 8,7 bilhões Mídia Globo
 123 Roberto Irineu Marinho 8,7 bilhões Mídia Globo
 128 José Roberto Marinho 8,6 bilhões Mídia Globo
 150 Carlos Alberto Sicupira 7,9 bilhões Cerveja AB/Inbev
 258 Roberto Civita e família 4,9 bilhões Mídia Abril
 272 Walter Faria 4,6 bilhões Cerveja Grupo Petrópolis
 286 Francisco Ivens de Sá Dias Branco 4,4 bilhões Alimentos M Dias Branco
 329 André Esteves 4 bilhões Banco Banco BTG
 353 Aloysio de Andrade Faria 3,8 bilhões Banco Banco Alfa
 363 Abilio Diniz 3,7 bilhões Varejo Pão de Açúcar 
423 Antonio Luiz Seabra 3,2 bilhões Cosméticos Natura
 458 Nevaldo Rocha e família 3,2 bilhões Varejo Riachuelo
 554 Edson de Godoy Bueno 2,6 bilhões Saúde Amil 
554 Ana Maria Marcondes Penido Sant'Anna 2,6 bilhões Infraestrutura CCR
 554 Rubens Ometto Silveira Mello 2,6 bilhões Açúcar e cana Cosan
 613 Dulce Pugliese de Godoy Bueno 2,4 bilhões Saúde Amil
 670 Eduardo Saverin 2,2 bilhões Tecnologia Facebook
 704 João Alves de Queiroz Filho 2,1 bilhões Bens de Consumo Hypermarcas
 736 Lirio Parisotto 2 bilhões Varejo/Investimentos Videolar
 792 Elie Horn 1,9 bilhão Imóveis Cyrela
 831 Guilherme Leal 1,8 bilhão Cosméticos Natura
 868 Jayme Garfinkel e família 1,75 bilhão Seguros Porto Seguro
 882 Rubens Menin Teixeira de Souza 1,7 bilhão Construção MRV 
931 Lina Maria Aguiar 1,6 bilhão Banco Bradesco
 974 Victor Gradin e família 1,5 bilhão Construção Gradin
 1031 Julio Bozano 1,4 bilhão Banco Grupo Bozano
 1107 Lia Maria Aguiar 1,3 bilhão Banco Bradesco
 1107 Silvio Santos 1,3 bilhão Mídia SBT
 1175 Antonio José Carneiro 1,2 bilhão Energia Cataguazes
 1250 Ana Lucia de Mattos Barretto Villela 1,15 bilhão Banco Itaú
1250 Alfredo Egydio Arruda Villela Filho 1,15 bilhão Banco Itaú
 1250 Rosa Evangelina Marcondes Penido Dalla Vecchia 1,15 bilhão Infraestrutura CCR
 1268 Daisy Igel 1,1 bilhão Gás e petroquímica Grupo Ultra
 1268 Liu Ming Chung 1,1 bilhão Papel Nine Dragons
 1268 Edir Macedo 1,1 bilhão Igreja/Mídia Record
 1268 Guilherme Paulus 1,1 bilhão Turismo CVC
 1268 Dorothéa Steinbruch 1,1 bilhão Aço CSN
 1342 Marcos Antonio Molina dos Santos 1 bilhão Alimentos Seara

 Fonte: Forbes.

Por  outro lado, há mais de 16 milhões de brasileiros, vivendo abaixo da linha de pobreza, com até 70 reais por pessoa/mês. É como se diz: "uns com tanto, outros com tão pouco" 

OS DONOS DO PODER


Concentração midiática é fábrica de bilionários

 Dos 46 bilionários brasileiros, nada menos que seis (o equivalente a 13% da lista da Forbes) são ligados aos meios de comunicação. São eles: Roberto Irineu Marinho, João Roberto Marinho e José Roberto Marinho, da Globo, Roberto Civita, da Abril, Silvio Santos, do SBT, e Edir Macedo, da Record. Será que Rui Falcão, presidente do PT, tem razão quando diz que "meia dúzia de famílias" controlam a informação no País?

 5 de Março de 2013 às 13:04 247

 - O Partido dos Trabalhadores se prepara para a guerra. Quer recolher assinaturas para convencer o governo da presidente Dilma e o Congresso Nacional a votarem uma Lei de Meios, que desconcentre a propriedade dos meios de comunicação no País e democratize a informação. De acordo com Rui Falcão, presidente da legenda, uma "meia dúzia de famílias tem o monopólio da mídia no Brasil" .
 O jornal Estado de S. Paulo, por sua vez, condena o projeto do PT, afirmando tratar-se de censura disfarçada de democratização (leia aqui). Seja como for, o fato é que a alta concentração midiática no Brasil tem sido uma fábrica de produção de bilionários. De acordo com a lista da Forbes divulgada nesta semana, o Brasil tem 46 pessoas com fortuna acima de US$ 1 bilhão. Destes, seis são ligados aos meios de comunicação.
 A lista dos bilionários da mídia é liderada por Roberto Irineu Marinho, João Roberto Marinho e José Roberto Marinho, os dois primeiros com US$ 8,7 bilhões e o terceiro com US$ 8,6 bilhões. Suas fortunas, somadas, alcançam US$ 26 bilhões, mais do que os US$ 17,8 bilhões de Jorge Paulo Lemann, dono da Ambev e homem mais rico do Brasil. Atrás deles, aparecem Roberto Civita, dono da Abril, com US$ 4,9 bilhões, Silvio Santos, dono do SBT, com US$ 1,3 bilhão, e Edir Macedo, dono da Record, com US$ 1,1 bilhão. E isso sem falar em outras famílias, como os Frias, da Folha, e os Saad, da Band, que talvez tenham patrimônio bilionário, mas não foram mapeados pela Forbes. A questão é: essa alta concentração de poder faz bem ao Brasil?

(Pinçado do 247)

segunda-feira, 4 de março de 2013

ANIVERSÁRIO DO COMANDANTE

 Rogério "cinco ponto cinco" cravados.
 Rogério fazendo o "É Cantando Que A Gente Se Entende, na Difusora
 Ele hoje toca os parabéns prá ele

Hoje, o "Comandante Barca Furada", Rogério, completa 55 anos. Parabéns, mano véio, felicidades e muitos anos de vida. Será que vai ter um bôlo de padaria e umas pichulinhas? Quem sabe um cús-cús com leite de côco?

O MARTELO DO TRIBUNAL LEVOU UMA CACETADA


Preconceituoso e generalista” Juízes criticam declaração de presidente do Supremo

 A Associação dos Magistrados Brasileiros, a Associação dos Juízes Federais do Brasil e a Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho emitiram neste sábado (2/3) nota pública em que classificam de “preconceituosa, generalista, superficial e, sobretudo, desrespeitosa” a declaração do presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Joaquim Barbosa, a jornalistas estrangeiros. Em entrevista coletiva concedida na quinta-feira (28/2) a correspondentes internacionais, Barbosa afirmou que os juízes brasileiros têm mentalidade “mais conservadora, pró status quo, pró impunidade”. Já os integrantes das carreiras do Ministério Público seriam “rebeldes, contra status quo, com pouquíssimas exceções”. Para as entidades que representam os juízes, as conclusões de Joaquim Barbosa partem de “percepções preconcebidas”. Os juízes consideram “incabível” a comparação das carreiras da magistratura e a do Ministério Público, já que o MP é a parte responsável pela acusação no processo penal enquanto os juízes não têm obrigação nem com a defesa nem com a acusação, mas “a missão constitucional de ser imparcial” e garantir um processo justo. As entidades afirmam que não têm sido ouvidas pelo presidente do STF e disseram que o “isolacionismo” de Barbosa “parte do pressuposto de ser o único detentor da verdade”. Assinam o documento o presidente da AMB, Nelson Calandra, o da Ajufe, Nino Toldo, e o da Anamatra, Renato Henry Sant’Anna

. Leia abaixo a íntegra da nota: 

A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), a Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) e a Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), entidades de classe de âmbito nacional da magistratura, a propósito de declarações do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) em entrevista a jornalistas estrangeiros, na qual Sua Excelência faz ilações sobre a mentalidade dos magistrados brasileiros, vêm a público manifestar-se nos seguintes termos:

 1. Causa perplexidade aos juízes brasileiros a forma preconceituosa, generalista, superficial e, sobretudo, desrespeitosa com que o ministro Joaquim Barbosa enxerga os membros do Poder Judiciário brasileiro.

 2. Partindo de percepções preconcebidas, o ministro Joaquim Barbosa chega a conclusões que não se coadunam com a realidade vivida por milhares de magistrados brasileiros, especialmente aqueles que têm competência em matéria penal.

 3. A comparação entre as carreiras da magistratura e do Ministério Público, no que toca à “mentalidade”, é absolutamente incabível, considerando-se que o Ministério Público é parte no processo penal, encarregado da acusação, enquanto a magistratura —que não tem compromisso com a acusação nem com a defesa— tem a missão constitucional de ser imparcial, garantindo o processo penal justo.

 4. A garantia do processo penal justo, pressuposto da atuação do magistrado na seara penal, é fundamental para a democracia, estando intimamente ligada à independência judicial, que o ministro Joaquim Barbosa, como presidente do STF, deveria defender.

 5. Se há impunidade no Brasil, isso decorre de causas mais complexas que a reducionista ideia de um problema de “mentalidade” dos magistrados. As distorções —que precisam ser corrigidas— decorrem, dentre outras coisas, da ausência de estrutura adequada dos órgãos de investigação policial; de uma legislação processual penal desatualizada, que permite inúmeras possibilidades de recursos e impugnações, sem se falar no sistema prisional, que é inadequado para as necessidades do país.

 6. As entidades de classe da magistratura, lamentavelmente, não têm sido ouvidas pelo presidente do STF. O seu isolacionismo, a parecer que parte do pressuposto de ser o único detentor da verdade e do conhecimento, denota prescindir do auxílio e da experiência de quem vivencia as angústias e as vicissitudes dos aplicadores do direito no Brasil
.
 7. A independência funcional da magistratura é corolário do Estado Democrático de Direito, cabendo aos juízes, por imperativo constitucional, motivar suas decisões de acordo com a convicção livremente formada a partir das provas regularmente produzidas. Por isso, não cabe a nenhum órgão administrativo, muito menos ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), a função de tutelar ou corrigir o pensamento e a convicção dos magistrados brasileiros.

 8. A violência simbólica das palavras do ministro Joaquim Barbosa acendem o aviso de alerta contra eventuais tentativas de se diminuírem a liberdade e a independência da magistratura brasileira. A sociedade não pode aceitar isso. Violar a independência da magistratura é violar a democracia.

 9. As entidades de classe não compactuam com o desvio de finalidade na condução de processos judiciais e são favoráveis à punição dos comportamentos ilícitos, quando devidamente provados dentro do devido processo legal, com garantia do contraditório e da ampla defesa. Todavia, não admitem que sejam lançadas dúvidas genéricas sobre a lisura e a integridade dos magistrados brasileiros.

 10. A Ajufe, a AMB e a Anamatra esperam do ministro Joaquim Barbosa comportamento compatível com o alto cargo que ocupa, bem como tratamento respeitoso aos magistrados brasileiros, qualquer que seja o grau de jurisdição.

 Brasília, 2 de março de 2013. 
 Nelson Calandra Presidente da AMB
Nino Oliveira Toldo Presidente da Ajufe
 Renato Henry Sant’Anna Presidente da Anamatra